Follow by Email

Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Saudade em vigília

Está chegando o  aniversário da partida
Preparo a alma a recordar a despedida
Tracejo linhas que demarcam nossa  vida
Escrevo um verso e suavizo a dor sentida
poucas palavras
roucas palavras
ocas palavras
garganta atatada
nó sem gravata
brilho sem festa
manhã gelada
tarde esperada
noite sem nada
E eu  com saudades das mãos e do olhar esverdeado e brilhante de meu Pai.-
manhã gelada...
terapias sem lógica...
frio sem propósito...
dor sem relógio ...
transfusão sem saída
tristeza sem medida
lágrima reprimida
espera estendida
olhar afogado e sem prisma
saudade doída...
Doida saudade em vigília
Constante vigília...

Nenhum comentário:

Postar um comentário