Follow by Email

Total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Emudecida

Emudeceu a poesia, o poeta.
Conheceu tanto e tão profundamente a musa que o inspirava, que nunca mais compôs seus versos.
Pra não fazê-la sofrer com suas elucubrações
Pra não vê-la indignada por tantas inquietações
Pra não ouvir dela irrespondíveis questões
Pra não ter que aquietar seu maltratado coração
Pra não  desfiar um manancial de explicações
Emudeceu a poesia o poeta
Ao conhecer profundamente
De sua musa os pensamentos
Irreversíveis desejos
Tenebrosos pesadelos
Incontáveis sonhos de musa sobre o amor
Emudeceu a poesia do poeta a musa inspiradora
Aprisionou-se na torre a poesia emudecida
Pela musa inspiradora cujo poeta agora profundamente a conhecia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário