Follow by Email

Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Labirinto: o meu!


Tenho um labirinto dentro de mim... Eu nunca pensara nisto, mas de uns dias pra cá ando perdendo a direção dos lugares pra onde quero ir e sinto-me como num labirinto sem entradas e saídas definidas. Estava em minha cama quase pronta pra dormir, tirei as meias de lã que usei em minha ultima viagem internacional, ficaram grandes em meus pés, mas a uso em dias frios. Ao me acomodar sob as cobertas vi um dos pés de minha meia atravessando apressada sobre a cama, levei um susto e tive que explicar... Receosa de não ser levada a sério arrisquei: é que eu vi minha meia correndo em minha direção bem aqui na cama... Olharam-me estranhados e logo vi que minha explicação não combinara nenhum um pouco. Tentei esquecer o assunto, mas outras coisas começaram correr a minha volta, as paredes corriam a mobília também, mas o que mais me deixava curiosa era quando o chão se movia veloz em redemoinho sob meus pés parados no mesmo lugar. Comecei a pensar que talvez meu corpo estivesse se tornando circular. Não combinava também! Não podia ser eu! Eram mesmo as coisas que rodavam! Eu tinha quase certeza, e foi exatamente por causa desse pequeno quase que dei ouvidos quando me disseram que podia ser o meu labirinto. Fiquei animada com ideia e logo de cara me veio o título de um filme que minha mãe gostava: Labirinto de paixões! Ora se eu tenho um labirinto que me faz rodar, posso ter paixões em montanha russa!Fim da história: tenho exames de sangue pela manhã e passarei a tarde toda fazendo testes que avaliam possíveis alterações nas curvas do labirinto. Preciso ir dormir, pois temo não encontrar a saída dessa história, já que meu labirinto está em ação confundindo meus passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário