Follow by Email

Total de visualizações de página

domingo, 16 de setembro de 2012

Tarde Inquieta

Eu escutava  Clarice com mais uma e mais uma e mais uma de suas histórias. Juntava todas  e escrevia essa.

Na varanda a tarde caia quente e seca. O ar parado mostrava um certo cansaço nas folhas do coqueiro que não tinham como balançar ao vento. As nuvens não se juntavam pra combinar a chuva esperada.  Mais um dia se despedia acenando pra Clarice que  aproveitava pra visistar seus aposentos mais secretos. Acomodou-se na cadeira de vime e mergulhou no aconchego do pensamento. Remexeu guardados e preciosidades do tempo, encontrou-se jovem, e reviu paixões. Releu poemas e revisitou sentimentos. O primeiro amor que não sabia ser o autor da marca dele na pele de Clarice, o desenlace e as buscas de sensações outras. Cada amor uma história de adeus, cada adeus um registro do caminho percorrido, cada caminho percorrido uma experiência.Clarice se emociona, se busca em cada história, se desenha protagonista de si mesma, da que era, que foi e que ainda quer ser ao menos fisicamente. O pensamento mudou e com ele os planos de felicidade. Mas Clarice insiste, é apaixonada pela que viveu tantos amores, sente saudades ainda que não expressa. Se ama aquela de cada história. Fico ouvindo. Ela me pergunta: Não se choca com minhas histórias? Não me acha meio maluca? Claro que não Clarice, é de sua coragem que fala quando conta sua história. Ela então se entrega a um sorrico quase riso inteiro e conta mais uma, e mais uma. Até parece que viveu muito mais pelo que  cabe no seu repertório.  A noite chega no calor da tarde e permanece quente. Me despeço dela. Vou para o meu quarto e arrumo os quadros na parede, uma das lâmpadas do conjunto de três no globo do teto, está apagada. Fico atenta ao efeito de sua falta na claridade e penso nas histórias de Clarice e o quanto elas iluminam sua identidade, mas uma lâmpada continua apagada e ela tenta recuperar sua luz recontando cada história. Quem sabe um detalhe que ficou esquecido possa transparecer e trazer a resposta que identifica essa mulher misteriosa e inquieta de si mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário