Follow by Email

Total de visualizações de página

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Prometo que aprendo

Entre uma observação e outra ouvíamos alguém em busca de compreender algo sobre a repetição das coisas que de tanto se repetirem não sabem mais sobre os efeitos da variação, da mudança e da transformação. Questão filosófica questão da razão...ciência sem lógica...Ele então declinava com a mesma serenidade de sempre seu argumento que vinha em minha direção...pra mudar a música você deve tocar outra tecla, outra nota musical...tem que mudar sua percepção da melodia para saber que mudanças buscar...tem que entender sobre sua atual condição musical e o que nela precisa, deseja ou necessita mudar...mas pra começar deixe desta tecla que tem tocado incessantemente....é isso que está te trazendo essa sensação de desconforto...essa  sintonia padronizada...sem nuance de musicalidade, sem matizes de diversas cores e sobretudo, sem a luminosidade que reflete linhas dando brilho e leveza a sua pauta. Afaste-se mude seu corpo de posição diante da partitura que é o seu foco, da vez, incline-se, alongue-se e posicione-se em outra postura...agora preste atenção olhe pra tecla que está tocando há tanto tempo... sua posição, seu tom, seu lugar na pauta...olhe em volta...a volta toda a sua volta...veja se reconhece a existência de outras teclas...olhe novamente pra sua e então desvie-se dela, toque a próxima a outra ao lado acima, abaixo, a frente atrás,  toque várias ao mesmo tempo faça ritmo... sabe como? Defina o tempo de cada toque, sua interrupção e continuidade... assim constrói o tempo da música e seu movimento o que lhe dará mais sentido e percepção aos ouvidos e ao corpo inteiro...Mude a tecla...sabe como? Aquela conversa eu sabia onde ia dar...na mesma margem que já conheço do rio...conhecer o rio, a margem, suas águas, seus afluentes e sobretudo sua velocidade em relação aos meus propósitos...a musica dele e o meu rio...A noite foi produtiva sai com seus acordes em meus ouvidos, sua voz calma...trombando com a minha agitação mental, inquieta e mutante de tecla a todo instante .... E sua voz ecoava...tem que mudar de tecla é isso o que precisa fazer e então tudo estará resolvido até o momento de mudar outra vez...e  outra vez...Queria lhe perguntar sobre o contrário, como se dá...quando fico a tocar cem mil teclas todas e sem parar...devo estar andando ao contrário...tocando pelo avesso a musica em minha pauta...estarei por acaso atravessando o meio do rio ao invés da margem? Sou ao contrário devo buscar uma tecla única pra esse jogo dar certo? Uma mesma tecla...pode me ensinar por favor? Prometo que aprendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário