Follow by Email

Total de visualizações de página

domingo, 22 de maio de 2011

Queda livre

De caso pensado, vesti minha vontade com a cor da coragem, postei-me no mais alto do alto, desenhei o gesto, abri os olhos e os sentidos e saltei...

Caí dentro do livro...

Num movimento feito de fuga do tédio e de busca ao saber, somado ao febril desejo de descoberta e do novo...não havia tempo a perder, mas sim conhecer o entorno: título na capa dura estampada... o mapa de temas e lugares alfabéticos...

As portas diante de mim se abriram e na ante-sala o sumário me acolheu, com seu elenco de assuntos e autores numa projeção em perspectiva do percurso e jornada...

Dei início a aventura pelas estradas de palavras que unidas solidárias carregavam sensações, e nas descrições de lugares, dos tempos e situações construíam caminhos em concordância...abriam picadas nas entranhas da linguagem codificada de sentidos significantes ou complexificantes... 

Eu não sei por quanto tempo fiquei embriagada com a absorção de conceitos e composições, significados e suposições, de realidade e fantasia, negativas e afirmações, temperando com alquimia, meus sentidos e a razão, levando-me aos motivos que me fizeram querer

ficar pra sempre no livro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário