Follow by Email

Total de visualizações de página

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Rowena

Como nas peças cinematográficas em que o aluno se apaixona pelo Professor,( exemplo do Richard Dreyfuss  em Mr. Holland, Adorável Professor que se entrega a escola e seu trabalho musical, tendo uma de suas alunas por ele se apaixonado, sofrendo com a inviabilidade de seu romance, o convida a fugir com ela...Ele apesar de envolvido resiste a tentação da  jovem recua retomando sua vida) ela se vê Rowena Morgan caída de amor pelo mestre que a principio se lisonjeia com sua beleza e maturidade mas logo recua deixando-a profundamente ferida em seus sentimentos...jovem brilhante, dedica-se a gastar o resto dos dias daquele ano pra arquitetar seu plano e ter pra si o amor desejado.Cria situações,mensagens, ligações, visitas inesperadas, presentes originais,se esmera descortinando-se linda e sedutora sempre com genialidade,chegando em horas precisas, e assim, vazando feminilidade, mostra-se conformada enquanto  vai tecendo fio a fio a malha que o envolverá, segundo os sonhos e desejos, a pessoa amada...Ele por sua vez, até então seguro em seus propósitos e desejos, dono de um auto-estima construído com o trabalho reconhecido aos patamares de destaque e concorrência, rapaz maduro brilhante e bem relacionado, até então  inatingível por ela, por qualquer outra naquele seu recesso de amor...No entanto, o inesperado o deixa vulnerável em sua segurança e autonomia profissional. Mudanças de poder movem a decisão de subtrair seus projetos,  afetando sua autonomia em todos os sentidos...Ela então se vê Rowena Morgan engendrando  a saída genial,  retoma a cena de mulher brilhante e apaixonada preparando o golpe de mestre para o mestre que naquele contexto, não via mais como prosseguir sem  palco e legitimidade para o seu fazer...Ela então heroína lidera o movimento, reúne as pessoas, comunica-lhes a perda, adiantando-se com sua generosidade anunciada com a solução inventada onde todos poderão continuar discipulos dele, sob administração, controle e cuidados...dela, claro! Habilidosa chama o professor com sua voz meiga e um sorrateiro olhar que vagueia dentro e fora dele o coração, procurando a entrada sem saída pra ficar trancada e a sós...lhe diz...Vamos prosseguir seu trabalho em outro lugar...Ele sorriu agradecido, não pensava em outra coisa ultimamente...nem mesmo pergunta detalhes ela vai falando...plano perfeito! Todos felizes! Ela estava segura por mais um tempo mantendo-o presente em sua vida, alargando as possibilidades de viabilizar a perseguição do sonho. Diferente do  filme, ele não teve que fugir com ela declarando publicamente sua escolha, e nem voltar conformado, meio derrotado, meio que pela metade, pra casa, apenas continuou  entusiasmado com o trabalho que fazia... Ela também não teve que se aventuar em partir no meio da noite, triste sem seu amor como no filme. Sua genialidade inventou uma história bem mais estratégica que a de Olympia Dukakis  para Jean Louisa Kelly , a Rowena Morgan.Bravo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário