Follow by Email

Total de visualizações de página

domingo, 9 de outubro de 2011

Sobre desamar o amor

Ao escrever o desamar o amor, transitamos por um lado, a consciência que construímos sobre como se daria essa tarefa, detalhando justificativas...quase que numa arquitetura do desejo ou da necessidade de desamar... uma receita de como fazer - Por outro lado, nos revestimos de um certo medo  de ser infeliz ...muito infeliz...desagradável...inconveniente... com essa ideia tão macabra e predadora que é desamar o amor mas, que sabemos também que algumas vezes, no percurso da difícil arte de fazer acontecer, alimentar e dar futuro... presentemente ao amor que se tem, ela aparece por algum motivo... existente,visível, ou não. Assim finalizamos essa difícil escrita sobre o desamar o amor negando essa ação, talvez por receio de estragar o dia do leitor apaixonado vivendo o momento de construir e de acontecer o amor... ou ainda aquele que por ventura tenha sido recentemente desamado. Concluimos que a decisão de desamar o amor é burra  sem dúvida...mas também, que as vezes, decidir amar, também é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário