Follow by Email

Total de visualizações de página

terça-feira, 12 de julho de 2011

Do começo ao...


Suê Arte Suê -2011
Ficou  lá  desembrulho sem  presente...juramento invalidado ...descostura  ponto a ponto fio a fio...a sangrar  tecido e pele...a soprar o ar do arrepio...entre o meio e a metade...meios desejos...meias vontades...metade certo...metade errado...Mia Couto falou em um de seus contos algo parecido...sobre as meias saudades que ela  refaz  como saudade inteira...sai pelos pés do pensamento na janela da noite e vagueia pelas palavras que solidárias se oferecem benfazejas na escrita...E percebe que o sonho...de tanto que se sonhou...acabou apenas...sonhado...sabe como?... Então...acorda leve e suspira...na varanda do sorriso que escapou...e vê  sua  fantasia...encolhida...ilusão despida...na palma do coração...

Nenhum comentário:

Postar um comentário