Follow by Email

Total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Modelo surreal

foto Suê 2011
Ela aceitou por causa própria, o desafio de entrar na passarela sem nunca ter desfilado ...Era a modelo escolhida para o traje de exemplar único. O estilista criador da peça esperava há séculos o aparecimento da modelo que a vestiria e que viria de algum outro lugar. No dia da estréia acordou cedo e foi correr pra transpirar a insegurança sobre o que a esperava... Repensou: Teria sido melhor não aceitar essa idéia sem propósito... por que aceitei afinal...o que farei se tremer, se perder o equilíbrio sobre os pés, se o celular tocar e for minha mãe a precisar de mim, se eu tiver vontade de ir ao banheiro bem na hora? E se eu gostar disso e nunca mais me chamarem pra fazê-lo...se me vaiarem...e se as outras modelos me rejeitarem...e se a roupa não couber em mim...e se alguém me tirar pra dançar...se o estilista me cantar...se o mundo da moda me abraçar...virou-se pro lado, levantou-se e arremessou-se sob os holofotes que iluminavam a pista e ela fez, a cada passo, o percurso da fama que a consagrou. Ao dar a última volta para retornar ao camarim avistou na platéia seu último desejo e descobriu por que aceitara o desafio. Acelerou o passo num ritmo só dela, acenou com as mãos se despedindo e ouviu então o barulho do copo sobre sua cabeceira espalhando-se cacos pelo chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário